Durante encontro em Goiânia, gestores escolares assinam Pacto de Metas para o Ideb 2023

As metas individuais de cada unidade escolar foram definidas pela equipe do Instituto Unibanco, parceiro da Seduc Goiás em vários programas

Um grupo de 80 gestores escolares da rede pública estadual de Educação se reuniu com a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, para assinar o Pacto de Metas para o Ideb 2023 nesta segunda-feira (23/10) no auditório da Seduc Goiás.

Cada gestor assinou um documento com as metas esperadas de sua escola nas avaliações do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2023.

As metas individuais foram definidas pelo Instituto Unibanco (IU), parceiro da Seduc Goiás nos programas Circuito de Gestão e Jovem de Futuro.

O desafio de Goiás, segundo a secretária Fátima Gavioli, é crescer 0.3, saindo de 5.3 para 5.6 no Ensino Fundamental e de 4.54 para 4.8 no Ensino Médio. “Mas para vencer esse desafio é necessário muitas ações e o envolvimento de muitas pessoas”, salientou ela.

A secretária de Educação também comentou sobre o processo de reordenamento da rede estadual, expansão das escolas de tempo integral e sobre o calendário de entregas dos kits de uniformes para o ano letivo de 2024.

Os conjuntos de uniformes já estão sendo entregues nas 40 Coordenações Regionais de Educação (CRE)

As Regionais serão responsáveis pela distribuição dos conjuntos de uniformes para todas as instituições de ensino da rede estadual. Cada conjunto é composto por camiseta, calça, meias e tênis.

No caso dos tênis, eles vão chegar às escolas de cara nova. “Fizemos uma pesquisa e descobrimos que o modelo antigo não agradava muito os alunos e por isso fizemos essa mudança, colocando cadarços nos novos pares”, explicou.

Compromisso

Gestora do Colégio Estadual Castelo Branco, em Guarani de Goiás, Marilauza Ferreira da Costa Bastos considera a assinatura do Pacto de Metas uma iniciativa importante para distribuir a responsabilidade entre a equipe gestora da unidade escolar.

“Bons resultados não dependem só de nós, mas também do aluno. Mas estamos trabalhando firmes no sentido de alcançar boas notas”, diz ela.

José Neto de Oliveira Felippe, gestor do Cepi Dom Pedro II, em Caldas Novas, acredita que a pactuação de metas é uma proposta interessante para engajar ainda mais a instituição de ensino. “Quando a gente assume esse compromisso, direciona todo o foco para isso. Nossa expectativa é muito grande e estamos nos preparando bastante”, completa.

Valdeci Martins, gestor do Colégio Estadual Jeremias Lunardeli, que fica no povoado de Cafelândia, no município de Goianésia, frisa que a pactuação é uma cobrança positiva. Ele afirma ainda que todos na unidade escolar estão confiantes de que vão alcançar as metas previstas.

Gestora do Cepi João Veloso do Carmo, em Rio Verde, Maristela Cruvinel de Oliveira Silva também demonstra muita confiança de que sua instituição de ensino alcançará bons resultados nas avaliações.

“Estamos fazendo um trabalho muito bem feito diariamente, com aulas diferenciadas e professores bastante comprometidos. Eu acredito muito no esforço de nossa equipe. Se depender da dedicação deles, com certeza vamos atingir a meta”, conclui.

(Texto: Maria José Rodrigues/Fotos: Solimar de Oliveira)

Joomla Gallery makes it better. Balbooa.com

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.