Rede estadual de Goiás tem cinco medalhistas na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas

 

Edição 2022 da competição teve cinco alunos da rede pública estadual de Goiás entre os medalhistas. Ao todo, os estudantes conquistaram uma medalha de ouro, uma de prata e três de bronze

 

Cinco estudantes da rede estadual de Educação de Goiás receberam, na última terça-feira (16/05), medalhas da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas 2022 (OBFEP). Ao todo, foram conquistadas uma medalha de ouro, uma de prata e três de bronze na categoria destinada aos estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental.

Pedro Augusto de Oliveira Rezende, do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás (CEPMG) Dr. César Toledo, de Anápolis, foi medalhista de ouro. Além dele, outros dois estudantes do CEPMG, Maria Eduarda Moreira da Cunha e João Vítor Magalhães Lima, conquistaram medalhas de bronze.

Vitória de Lima Souza, do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Dom Pedro II, de Caldas Novas, levou a medalha de prata na Olimpíada. Já Arthur Paixão Lemes de Moraes, do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Lyceu, de Goiânia, também ficou com uma medalha de bronze.

Também receberam certificados de menção honrosa o professor Guilhermino José de Souza Neto e a equipe do CEMPG Dr. César Toledo pelo desempenho de seus estudantes na olimpíada.

“Foi um processo realmente surpreendente! Não porque nossos alunos não eram capazes, mas porque pudemos perceber o interesse deles. Em um momento recém-saído da pandemia, demonstraram habilidades que não imaginávamos que eles tinham”, exalta o Major Osvaldo Abraham, comandante do CEPMG Dr. César Toledo, sobre os resultados obtidos no ano de estreia da unidade escolar na competição.

Já para a mãe de Vitória, dona Antônia Soares de Lima Souza, a medalha demonstra para a filha o poder da persistência. “Ela sempre gostou bastante (de Ciências). Apesar de, às vezes, ter dificuldade, ela sempre se interessou e foi mais a fundo. Ela é uma muito estudiosa e se esforça bastante nos estudos dela. Foi muito gratificante”, compartilha a mãe, emocionada.

A entrega das medalhas para os goianos premiados na edição 2022 da olimpíada ocorreu na terça-feira (16/05), em uma cerimônia no Auditório Marieta Telles Machado, na Biblioteca Central da Universidade Federal de Goiás (UFG).

A OBFEP

A Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas é um programa que visa propiciar aos estudantes das redes públicas uma avaliação da sua aptidão e a ampliação do seu interesse pela Ciência, sobretudo pela Física. A competição, destinada a estudantes do Ensino Médio e do último ano do Ensino Fundamental (9º ano), é realizada em nível nacional pela Sociedade Brasileira de Física (SBF).

Conforme explica o coordenador da OBFEP em Goiás e professor do Instituto de Física da Universidade Federal de Goiás (UFG), Giovanni Piacente, a olimpíada é composta por duas fases.

 Na 1ª fase, os inscritos respondem a questões de múltipla escolha em suas próprias escolas. Os classificados nessa primeira etapa seguem para a 2ª fase, que consiste em uma prova com questões teóricas e práticas, aplicadas em Centros de Aplicação (CA). Os alunos com as melhores notas na 2ª fase são premiados com medalhas e recebem certificados de participação na OBFEP.

O credenciamento das escolas para participação na OBFEP 2023 pode ser feito até o dia 05 de junho. As provas da 1ª fase da olimpíada deste ano estão previstas para o dia 15 de agosto de 2023. Todas as informações sobre a inscrição estão disponíveis no site www.sbfisica.org.br.

Confira a lista de alunos medalhistas:

- OBFEP - Nacional:

 

 - Estadual:

  

 

Fotos: SECOM/UFG

 

[gallery ID=287]

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.