Flipiri traz programação especial para alunos e professores da rede estadual

Festa Literária de Pirenópolis, realizada de 1º a 5 de novembro, promoveu oficinas de sensibilização para educadores, aulões para os estudantes e Roda de Conversa com a secretária Fátima Gavioli

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), é um dos parceiros na realização da Festa Literária de Pirenópolis (Flipiri), que este ano comemorou sua 12ª edição. Uma das propostas do evento é estimular a leitura e a formação de novos leitores e, com esse intuito, foram realizadas algumas ações especialmente direcionadas aos estudantes da rede pública estadual.

Como parte da programação estavam uma Roda de Conversa com a secretária da Educação, Fátima Gavioli, além de oficinas de sensibilização e aulões preparatórios para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será realizado nos dias 13 e 20 de novembro.

Durante encontro com os alunos de seis unidades escolares que participam do projeto Ipê Artes – Olimpíada de Humanidades, desenvolvido pela Seduc Goiás na região do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, a secretária destacou a importância dessa proximidade com os estudantes. “Ouvindo esses meninos e meninas, a gente consegue entender o verdadeiro papel da Educação. Eles são de uma região altamente vulnerável e o acesso a uma Educação de boa qualidade tem feito toda a diferença”, acrescentou.

De volta às origens

Coordenada pelo Ciranda da Arte/Seduc Goiás, a Olimpíada de Humanidades tem colaborado para elevar a autoestima e reforçar o sentimento de pertencimento entre as crianças e jovens das comunidades calungas e quilombolas do Nordeste goiano.

Este ano, os estudantes desenvolveram diversos projetos a partir do tema central ‘Da Cerradania às Goianidades: O Viver Cerrado’. “A questão cultural para eles é muito forte. A história do lugar onde nasceram e ainda moram... As tradições religiosas, o folclore... É muito bom saber que eles estão preocupados em buscar e resgatar toda essa riqueza e diversidade”, comentou a secretária de Educação.

Aluna do Colégio Estadual Elias Jorge Cheim, em Cavalcante, a jovem Safira Rodrigues Santos Rosa, de 16 anos, elogiou a atenção que tem sido dada à região. “Essa gestão tem feito toda a diferença dentro das escolas calungas e quilombolas. E esse projeto [Olimpíada das Humanidades] nos abriu a possibilidade de estudar as nossas raízes e resgatá-las, já que  lançou olhos sobre a história do povo calunga, que estava se perdendo”, completou ela.

Festa literária

Após a Roda de Conversa, a secretária Fátima Gavioli participou da abertura oficial da Flipiri, realizada na tenda ao lado da Igreja Matriz. Ela destacou que o evento é o que Goiás tem de melhor hoje na área literária, por ser responsável pela formação de público leitor e por valorizar a diversidade cultural do município.

Fátima Gavioli chamou a atenção também para a função social da leitura. “Aquele que consegue enxergar o que está escrito além das palavras é uma pessoa crítica, formadora de opinião, que não se deixa levar pela manipulação da massa”.

Oficinas de leitura e Enem

Na sexta-feira (4/11), dois destaques da programação da Flipiri foram as oficinas de sensibilização para professores e coordenadores pedagógicos, realizadas no Colégio Estadual Comendador Joaquim Alves, e os aulões preparatórios para o Enem, que tiveram como palco o Cine Teatro Pirineus.  

Autor de 25 livros e um dos fundadores da Casa de Autores, com sede em Brasília, o professor Maurício Melo Júnior ministrou o aulão “Leitura e Interpretação de Textos”, cuja proposta foi mostrar o “encantamento dos clássicos” a partir da leitura de trechos de obras de Machado de Assis, Clarice Lispector e Carlos Drummond de Andrade.

Na plateia estavam estudantes do Ensino Médio do CEPMG Christovam de Oliveira, de Pirenópolis. Aluna do 2º ano, Isadora de Lima Siqueira elogiou a aula e disse que os jovens estão carentes quanto a esse tipo de iniciativa. “Gostei muito da forma de abordagem, pois mostrou um lado diferente de analisar os textos, contextualizando a obra e trazendo informações sobre a vida pessoal dos autores”, finalizou.

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.