Fale Conosco

62 32016727

Tags:, , , ,

Pesquisa vai analisar impactos da pandemia de Covid-19 na rotina de servidores e estudantes da rede estadual

educacao
11 de junho de 2020

Questionários serão aplicados on-line e estarão disponíveis até 25 de junho
 
A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), em parceria com o Instituto Unibanco, desenvolveu a pesquisa on-line “Educação na Pandemia: Conhecer para Fazer Melhor”. O objetivo é conhecer a realidade dos profissionais e estudantes da rede estadual e qualificar o plano de retomada às aulas presenciais.

Serão aplicados dois questionários, para os diferentes públicos da Educação em Goiás. O grupo 1, composto pelos coordenadores regionais, tutores educacionais, técnicos de apoio à gestão, agentes de apoio pedagógico, formadores e equipe técnica da Seduc, será ouvido entre os dias 10 e 21 de junho. Já o grupo 2, formado por gestores escolares, professores e estudantes, deve participar da pesquisa no período de 15 a 25 de junho.

Nos questionários, que são anônimos, constam perguntas relacionadas à rotina dos servidores e estudantes durante o período da pandemia de Covid-19 e a consequente adoção do regime especial de aulas não presenciais. Para os estudantes, por exemplo, são feitas perguntas relacionadas às práticas e rotinas de estudo, incluindo questões sobre as estratégias de estudo utilizadas por professores e alunos durante esse período.

“Isso vai nos permitir traçar um cenário muito preciso e objetivo para nos ajudar no planejamento da retomada às aulas presenciais. Com esse cenário melhor definido é possível definir estratégias, ações e ter mais possibilidades de abordagens para planejar a retomada das aulas nas regionais e nas escolas tendo como ponto de partida os relatórios analíticos obtidos a partir destes questionários”, afirma a superintendente de Organização e Atendimento Educacional, Patrícia Morais Coutinho. Para ela, a partir dos dados obtidos será possível estabelecer um retorno às aulas com maior qualidade e equidade, uma vez que as equipes terão como evidências os dados coletados da rede.

“É preciso mobilizar toda a rede neste momento para que se possa garantir o maior número de participações possíveis de modo que, ao final da pesquisa, se tenha um recorte bem estruturado e informações qualificadas da rede”, reforça a superintendente Patrícia Coutinho.

Para garantir a participação dos alunos que não têm acesso à Internet, a equipe do Instituto Unibanco irá realizar o contato telefônico, registrando as respostas de forma anônima. De acordo com a superintendente de Organização e Atendimento Educacional, o objetivo é garantir o maior número de participações possíveis de modo que, ao final da pesquisa, se tenha um recorte bem estruturado e informações qualificadas da rede.

Análise dos dados
Após o preenchimento dos formulários, etapa que deve ser concluída no dia 25 de junho, as equipes do Instituto Unibanco devem fazer a análise e a compilação dos dados. “Com esse resultado, faremos reuniões internas com as equipes da Seduc, dando uma devolutiva das respostas e inserindo essas informações e análises nos planos de retomada”, ressalta Patrícia Coutinho.

A previsão é que o relatório final seja apresentado até o dia 6 de julho, permitindo uma adequação das estratégias à realidade dos estudantes e dos profissionais da Educação de Goiás.