Perguntas e Respostas

O que é Gestão de Riscos?

– A Gestão de Riscos é o conjunto de atividades coordenadas para dirigir e controlar a organização no que se refere a riscos, tendo como propósito a criação e proteção de valor, melhorando o desempenho e apoiando o alcance de objetivos.

De acordo com as diversas fontes de consulta consagradas, que incluem as melhores práticas internacionais é possível chegar-se ao entendimento do que é a gestão de riscos em nível institucional, trata-se de um processo sistemático de trabalho, de natureza permanente, estabelecido, direcionado e monitorado pela alta administração, para identificar, analisar, avaliar e tratar riscos de qualquer natureza, com o objetivo de minimizar os riscos sobre uma organização. Tal metodologia possibilita aos gestores diminuir as incertezas na tomada de decisões, mitigando os riscos a elas associadas, a fim de controlar o impacto, obter qualidade no gasto público e melhorar a capacidade de gerar valor.

A Gestão de Risco é normatizada?

Sim. E a ISO 31000, criada pela International Organization for Standardization e atualizada em 2018, que trata exatamente da Gestão de Riscos, englobando princípios, diretrizes e informações básicas para a sua implementação, é a norma utilizada para a implantação da Gestão de Riscos nos órgãos do estado de Goiás.

            A referida norma foi utilizada por ser aplicável a qualquer tipo de risco (estratégico, operacional, financeiro, externo, interno, etc), associação, grupo ou indivíduo, bem como em qualquer segmento (saúde, segurança, transporte, logística, etc).

Conceitos – Você sabia?

O Programa de Compliance Público (PCP), coordenado pela Controladoria-Geral do Estado de Goiás, trabalha com alguns conceitos. São eles:

.

Risco: efeito da incerteza nos objetivos organizacionais;

.

Gestão de riscos: atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização no que se refere a riscos;

.

Auditoria: atividades de avaliação e consultoria, com vistas a agregar valor à gestão e otimizar a eficácia dos processos administrativos;

.

Auditoria de monitoramento: atividade destinada a verificar o atendimento às recomendações expedidas pela CGE aos diversos órgãos e entidades participantes do PCP;

.

Auditoria baseada em riscos (ABR): atividade que utiliza de metodologia que associa a auditoria interna ao arcabouço global de gestão de riscos de uma organização, possibilitando que a auditoria interna dê garantia à alta gestão dos órgãos e das entidades de que os riscos estão sendo gerenciados de maneira eficaz em relação ao apetite por riscos.

O que é Matriz de Risco?

A Matriz de Risco é uma ferramenta que permite aos gerentes mensurar, avaliar e ordenar os eventos de riscos que podem afetar o alcance dos objetivos do processo da unidade e, consequentemente, os objetivos estratégicos.