Inovação: Governo de Goiás inaugura Centro de Mídias para atender o programa GoiásTec

Com investimentos de R$ 11 milhões, novos estúdios vão possibilitar a transmissão de aulas ao vivo para estudantes da zona rural e de regiões de difícil acesso

O Governo de Goiás inaugurou, nesta segunda-feira (20/6), o Centro de Mídias do programa de Ensino Médio por mediação tecnológica GoiásTec. O espaço contém três estúdios de transmissão de aulas ao vivo e um estúdio de pré-produção, que vão alcançar aproximadamente 6.800 estudantes que moram na zona rural e em regiões de difícil acesso do Estado.

O Centro de Mídias foi construído na sede da Agência Brasil Central (ABC) e equipado com aparelhos de alta tecnologia, em um investimento total de R$ 11 milhões. Os estúdios vão possibilitar a transmissão de aulas ao vivo para a 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, concomitantemente, no turno matutino e vespertino.

Como funciona o GoiásTec
O programa GoiásTec foi criado em 2019 para atender estudantes que moram na zona rural e em regiões de difícil acesso que apresentam déficit de professores de áreas específicas do conhecimento.

Neste modelo, os estudantes continuam indo à escola e são acompanhados em sala de aula por um professor mediador. As escolas são equipadas para o acesso às aulas ao vivo e os professores especialistas dão aula direto do estúdio.

Universalização do Ensino Médio
Na solenidade de inauguração, a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, lembrou que o GoiásTec foi inspirado em experiências de ensino por mediação tecnologia no Amazonas, Rondônia e Mato Grosso do Sul. O programa surgiu para sanar a dificuldade de locomoção e a falta de professores especialistas em algumas regiões do Estado.

“GoiásTec é universalização. Quando você tem 7, 10, 15 alunos em uma localidade, onde a escola mais próxima fica a 60 km, essas crianças teriam que praticamente viver dentro do ônibus. Algumas crianças saíam às 4 e meia da manhã, outras voltavam para casa 10 horas da noite”, contextualizou a secretária.

“Com o centro de mídias, o sinal vai abrir às 7h30 da manhã, três estúdios trabalhando de forma concomitante: o estúdio da 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. Vocês nem conseguem imaginar o que tenho ouvido dos pais dessas crianças por não terem mais que se deslocar tantas horas de ônibus para assistir aula”, contou Fátima Gavioli.

O governador de Goiás Ronaldo Caiado enfatizou o papel do GoiásTec na universalização do acesso à Educação, para dar condições iguais de aprendizagem a todos os goianos: “Essa é mais uma ação para garantir Educação de qualidade a todos os alunos, sem excluir ninguém. É para dar condições a todos os alunos indígenas, calungas, os que moram na fazenda... todos os alunos”, afirmou o governador.

Diferença do GoiásTec e o EaD
A superintendente de Ensino Médio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Osvany Gundim, ressalta que o programa GoiásTec não é um modelo de Ensino a Distância (Ead). “Na Educação à Distância, o estudante estuda por plataforma, não tem contato direto com o professor. Já no GoiásTec, o aluno cumpre a mesma carga horária e vai à escola normalmente, todos os dias. Ele tem o professor mediador, em sala de aula, e o professor de estúdio, habilitado naquela área de conhecimento”, esclareceu a superintendente.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.