Novo Ensino Médio com itinerário formativo técnico-profissional passará por ampliação a partir de 2022

Cursos integrados ao novo Ensino Médio, além de fortalecer os conhecimentos e habilidades nas práticas curriculares, ajuda o estudante no processo de escolha da profissão

O projeto que integra cursos técnicos profissionalizantes ao novo Ensino Médio, V Itinerante de Formação Técnica e Profissional, implementado pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), passará por modificações e ampliação a partir do próximo ano letivo.

Atualmente, 1.584 estudantes da rede pública estadual de ensino estão matriculados nas turmas de 1ª série de Ensino Médio das 48 unidades escolares onde foi dado o “pontapé” inicial do projeto. Os cursos técnicos ofertados são Química, Administração e Informática.

Considerando positiva a experiência de 2021 e o interesse dos estudantes pela formação profissionalizante integrada ao Ensino Médio, a Seduc, por meio da Gerência de Educação Profissional, irá definir, a partir do ano de 2022, novas coordenações regionais de Educação (CREs) e escolas estaduais onde serão implementadas as próximas turmas com o itinerário formativo técnico-profissional.

Oportunidades
No Colégio Estadual Dom Fernando 1, em Goiânia, nem mesmo a pandemia de Covid-19 impossibilitou os alunos de estudarem Administração. Segundo a diretora da escola, Idalisa Brasil, os professores garantiram um diferencial nas aulas, abordando as matérias através de rodas de conversas on-line, interagindo e dando o apoio necessário.

Assim aconteceu com a estudante Maria Luiza de Oliveira que, mesmo optando por assistir as aulas remotas após a retorno presencial, não perdeu o interesse na matéria. De acordo com Maria Luiza, o curso está sendo importante para sua formação, por completar o currículo, e, também, por dar a ela a oportunidade de adquirir conhecimentos em uma nova área. “Acredito que independente da profissão que eu escolher, o curso de Administração será muito útil pois aprendemos diversas coisas que podem nos ajudar no futuro”, afirma.

A estudante, que ainda não escolheu sua profissão, destaca a importância do curso técnico estar integrado ao Ensino Médio. “O curso ampliou a minha mente e agora penso que essa pode ser a área que eu queira seguir, diz Maria Luiza.

Plano Estadual de Educação
Essa ação atende a meta 05 do Plano Estadual de Educação (PEE)


Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.