Fale Conosco

62 3220-9500

Tags:, , ,

No Dia da Árvore, Caiado planta ipê e lança Movimento Goiás pelo Cerrado, com distribuição imediata de 15 mil mudas pelo Estado

educacao
21 de setembro de 2021

Iniciativa, coordenada pela Secretaria de Estado da Educação, em ação conjunta com Pasta do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, bem como diversos segmentos parceiros, visa potencializar atenção ao bioma. Parque Ambiental Leolídio di Ramos Caiado, em Goiânia, é um dos locais escolhidos para recomposição da flora. 40 estudantes escolhidos em concurso de redação passam a atuar como embaixadores da causa ambiental, em Goiás. Ao lado de professores, três primeiros colocados são premiados com notebooks. “Nossas crianças estão reflorestando cabeceiras de rios e de nascentes”, enaltece governador

O governador Ronaldo Caiado participou, nesta terça-feira (21/09), do lançamento do Movimento Goiás pelo Cerrado, projeto voltado para a proteção do bioma, em Goiás. O evento, que também marcou as comemorações pelo Dia da Árvore, foi realizado no Parque Leolídio di Ramos Caiado, em Goiânia. No local, acompanhado por alunos, ele plantou um ipê, o que simboliza a distribuição imediata de 15 mil mudas em todo o Estado. A ação ocorre sob coordenação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com a Pasta do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

O Movimento Goiás pelo Cerrado nomeou ainda os 40 estudantes selecionados para ocupar a função de Embaixador do Cerrado. O grupo foi escolhido em concurso de redação e passa a integrar ações da Seduc para proteção do bioma. Durante a solenidade, os três primeiros colocados no concurso, alunos e professores, foram premiados com notebooks. As redações foram escritas com base no tema “Consumo consciente de recursos hídricos e energéticos no Cerrado”.

“Em cada lugar do Estado de Goiás, nossas crianças estão reflorestando cabeceiras de rios e nascentes”, destacou Caiado. Para ele, os estudantes que recebem a incumbência de embaixadores do Cerrado têm papel multiplicador. “Vocês são líderes, são referência em suas escolas”, pontuou. Ele destacou a função de semear condutas de preservação e recuperação ambiental. “Aquilo que vocês transmitem a todas as pessoas na escola, e também na comunidade em que vivem, é uma referência”, avaliou.

Para a titular da Seduc, Fátima Gavioli, a educação é a base para construir a consciência de preservação dos recursos naturais para as próximas gerações. “Se quero viver em um Goiás melhor, em um Brasil melhor, o segredo está em investir nesses meninos aqui”, defendeu. Para ela, os 40 embaixadores já trazem consigo a consciência ambiental, característica estimulada dentro da proposta educacional do Estado. “Tudo o que vocês quiserem plantar tem que estar dentro da educação”, acrescentou.

A secretária de estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, expressou alegria pelo momento que contribui para o que ela classificou como uma “construção diária em busca da preservação e sustentabilidade”. Segundo avalia, “cada vez que a gente planta uma árvore, coloca ali um depósito de confiança em um processo que nos leva a um patamar equilibrado”.

O governador Ronaldo Caiado assinou, em conjunto com os estudantes, documento que formaliza o compromisso de colaborar com projetos de educação ambiental nas respectivas unidades escolares e também junto à comunidade nos municípios. Cada aluno recebeu uma medalha representativa da função assumida.

Em nome dos embaixadores, a estudante Isis de Brito Fernandes, da cidade de Goiás, defendeu o momento como um dia “histórico para a proteção do Cerrado”. “Nosso compromisso é direcionar esforços para que a sociedade assuma uma ação cidadã na perspectiva de valorizar o Cerrado”, sintetizou. A aluna ficou em primeiro lugar no concurso de redação.

Goiás pelo Cerrado
A iniciativa congrega diversas instituições parceiras, entre elas Saneago, Semad, Assembleia Legislativa de Goiás, Sociedade Ambientalista Brasileira no Cerrado e Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO).

No segmento educativo, o foco é promover políticas públicas voltadas para áreas como direitos humanos, sustentabilidade, diversidade, inclusão social, ética e cidadania. Além disso, busca direcionar esforços para assegurar o bem-estar físico, emocional, social e intelectual dos estudantes das redes públicas estadual e municipais.

O deputado estadual Jeferson Rodrigues integra a iniciativa desde a concepção e visualizou a concretização dos objetivos do projeto. “Dentro de vocês [estudantes] já está esse legado, algo que ninguém nunca mais irá tirar: o amor pelo Cerrado, pela preservação ambiental e em favor dos nossos recursos hídricos”, defendeu.

Plantio de mudas
O Parque Leolídio di Ramos Caiado, na capital, recebeu aproximadamente 100 mudas. O governador integrou a proposta de plantio e defendeu o cuidado integral com as árvores. “É como uma criança, temos que cuidar para ela ter robustez, para crescer com toda a segurança e, ao mesmo tempo, ter vida para amanhã dar mais sombra e mais condições do terreno oferecer água” destacou.

Caiado fez menção ao primo, Leolídio, que dá nome ao parque ambiental. “Era um apaixonado pelo Araguaia e tinha, desde aquela época, a consciência da necessidade de preservarmos nascentes, mananciais, rios, flora e fauna”, destacou.

Estiveram presentes à solenidade o representante do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, e presidente da Companhia de Urbanização do Município de Goiânia (Comurg), Alex Gama; a esposa do deputado estadual Jeferson Rodrigues, Marisa Alves; a vice-reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG), Sandramara Matias Chaves; a superintendente de Modalidades e Temáticas Especiais da Seduc, Núbia Rejane; a governadora do Rotary Internacional Distrito 4530, Sandra Gonçalves Dias; o comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, tenente-Coronel Daniel Vinícius Toledo; coordenadores regionais de Educação, gestores, professores e estudantes.

Fotos: Wesley Costa