Fale Conosco

62 3220-9500

Tags:, , , ,

Alunos do Ensino Médio em Goiás podem fazer cursos técnicos

educacao
12 de janeiro de 2021
Estudante de curso técnico de Enfermagem da rede estadual de ensino de Goiás

São 203 vagas para os cursos técnicos de Logística, Administração, Agronegócio, Agroecologia e Manutenção e Suporte. Inscrições começam em fevereiro.

O programa MédioTec, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), vai abrir 203 novas vagas para cursos técnicos de Ensino Médio, destinados a estudantes da rede pública estadual de ensino. Os cursos de Logística, Administração, Agronegócio, Agroecologia e Manutenção e Suporte, todos gratuitos, serão ofertados em 10 unidades escolares de 9 municípios goianos.

Os estudantes de Ensino Médio, preferencialmente aqueles que estejam cursando a 2ª série, podem se inscrever entre os dias 1 e 12 de fevereiro. A inscrição deve ser realizada diretamente nas unidades escolares que vão sediar os cursos (veja a tabela abaixo). 


MunicípioUnidade EscolarCurso
AnápolisColégio Estadual Professor
Heli Alves Ferreira
Técnico em Logística
CristalinaColégio Estadual Adelvina
Flores Ribeiro
Técnico em Manutenção
e Suporte
GoiâniaColégio Estadual
Dom Fernando I
Técnico em Manutenção
e Suporte
ItapaciColégio Estadual Luiz
Alves Machado
Técnico em Administração
ItumbiaraColégio Estadual Damores
do Amaral Medeiros
Técnico em Logística
Novo GamaColégio Estadual Novo GamaTécnico em Manutenção
e Suporte
Rio VerdeColégio Estadual Martins BorgesTécnico em Agronegócio
São Miguel do AraguaiaColégio Estadual de São
Miguel do Araguaia
Técnico em Agroecologia
TrindadeColégio Estadual Adaguismar
de Oliveira
Técnico em Administração
TrindadeColégio Estadual Senador Teotônio VilelaTécnico em Logística

A carga horária dos cursos varia entre 800, 1000 e 1200 horas. O edital com detalhes de cada formação, além do processo seletivo para professores e coordenadores, será divulgado a partir do dia 28 de janeiro neste link.

Estudantes de curso técnico de Panificação na rede estadual de Goiás
Turma do curso técnico de Informática da rede estadual de ensino

O que é o MédioTec?

O MédioTec é uma iniciativa do Programa Novos Caminhos (antigo Pronatec), do governo federal, em parceria com a Seduc. Lançado em 2017, o programa permite que estudantes de Ensino Médio da rede estadual cursem o ensino profissionalizante no contraturno das aulas, de segunda a sexta-feira.

Bolsa Formação nos cursos técnicos

O MédioTec oferece bolsas para alunos, professores e coordenadores, como forma de incentivar e garantir a formação profissional de trabalhadores e estudantes de baixa renda. Os estudantes recebem R$ 3,00 por hora de aula e, os professores, R$ 30,00. Já os coordenadores têm direito a uma bolsa de R$ 2.000,00.

Alta demanda por técnicos

Segundo o gerente de Educação Profissional da Seduc, Andrei Pires de Alcântara, existe uma alta demanda, ainda não atendida, por profissionais técnicos no Brasil. “Há uma demanda muito grande para o técnico. O curso técnico é promissor, é um pontapé para o aluno entrar no mercado de trabalho. Depois, ele tem condições de se manter na faculdade para fazer o Ensino Superior”, afirmou Andrei.

“O Brasil investe pouco em educação técnica, se comparado a outros países. Hoje, o objetivo do governo federal é investir na educação técnica. Por isso, surgiu o Pronatec lá atrás, para aumentar o número de alunos nos cursos técnicos, até chegar hoje no novo Ensino Médio, que tem o itinerário profissionalizante também”, explicou o gerente.

Aulas não presenciais nos cursos técnicos

Desde a suspensão das aulas presenciais em virtude da pandemia, em março de 2020, os cursos técnicos da Seduc adaptaram suas atividades para o ensino remoto.

Aluna da rede estadual de ensino de Goiás acompanha aula não presencial em casa

“Quando veio o regime especial de aulas não presenciais, criaram uma plataforma e deram sequência nos cursos. A mesma dinâmica que a gente aplica na rede estadual de ensino, a gente aplica na educação técnica”, afirmou a superintendente de Ensino Médio da Seduc, Osvany Gundim.

De acordo com Andrei Pires, as aulas não presenciais dos cursos técnicos são realizadas em plataforma própria e devem seguir dessa maneira até que todos os alunos e professores sejam vacinados contra a Covid-19.