Fale Conosco

62 3220-9500

Tags:, , ,

Escolas de tempo integral têm melhores resultados no Ideb, aponta estudo

educacao
3 de setembro de 2021
Cepi Zulca - professores e alunos conversando na escola de tempo integral

Um estudo do Instituto Sonho Grande e Instituto Natural baseado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) mostrou que as escolas de tempo integral tiveram uma pontuação 63% maior do que as escolas regulares. Enquanto as escolas de tempo parcial em Goiás tiveram pontuação média de 4,7 em 2019, as escolas de tempo integral tiveram média de 5,3 no mesmo ano.

Além disso, os institutos observaram que as escolas convertidas em Centros de Ensino em Período Integral (Cepi) entre 2017 e 2019 tiveram maior crescimento no índice. As escolas regulares apresentaram, em média, um aumento de 8% no Ideb 2019, em relação ao Ideb 2017, enquanto as escolas que se transformaram em Cepis cresceram 28% no mesmo período.

Os alunos das escolas de tempo integral também obtiveram melhor desempenho em Língua Portuguesa e em Matemática nas provas do Ideb. Nas escolas regulares, a média foi 285 e 283,2 respectivamente. Já nas escolas de tempo integral, a média foi 300,9 e 299,9, respectivamente.

Impactos sociais das escolas de tempo integral

Outro estudo do Instituto Sonho Grande realizado em Pernambuco e publicado em 2019 apontou que a probabilidade de o estudante ingressar no Ensino Superior é 17 pontos percentuais maior se ele for egresso do Ensino Médio em tempo integral. No mercado de trabalho, esses alunos também têm salário médio mensal 18% maior e trabalham mais frequentemente em setores de mais alta qualificação que os colegas da escola regular. A pesquisa de 2019 mostrou, ainda, em aspectos pessoais e sociais, que os egressos do Ensino Médio em tempo integral se casam e têm filhos mais tarde do que os alunos que concluíram a mesma etapa de ensino em escola regular. Já as mulheres que se formaram no Ensino Médio em tempo integral têm 8 pontos percentuais a mais de chances de entrar no mercado de trabalho.

Escolas de tempo integral na rede estadual de Goiás

Na rede pública estadual de ensino de Goiás há, atualmente, 164 Centros de Ensino em Período Integral (Cepis), com jornada escolar de 9 ou 7 horas diárias. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está trabalhando para ampliar esse número e atrair mais estudantes para esse modelo, conforme metas do Plano Nacional de Educação e Plano Estadual de Educação.

Somente em 2021, a rede estadual implantou mais 15 Cepis. Os planos nacional e estadual de Educação prevêem a oferta de ensino em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, atendendo, pelo menos, 25% dos alunos da Educação Básica pública, até 2024.

Plano Estadual de Educação
Essa ação atende as metas 03 e 04 do Plano Estadual de Educação (PEE)