Fale Conosco

62 32016727

Tags:

Videoconferência marca o ‘Dia do Diretor Escolar’ na Seduc

educacao
14 de novembro de 2019

Celebrado em 12 de novembro, o Dia do Diretor Escolar foi lembrado na Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) com uma videoconferência aberta à participação das escolas da rede pública estadual de ensino e das coordenações regionais de Educação (CREs).

A videoconferência foi realizada com a secretária de estado da Educação, Fátima Gavioli, que fez uma fala e também respondeu a perguntas de escolas e de CREs.
Bastante informal, o bate papo foi feito na tarde da terça-feira, 12/11, e contou com a participação de professores, de servidores, de coordenadores regionais e de gestores das escolas estaduais.

Agradecimento
Em nome do Governo do Estado e de toda a Seduc, a secretária Fátima Gavioli abriu a videoconferência falando de agradecimento e de reconhecimento aos diretores que fazem a gestão das unidades escolares da rede estadual.

“Vim aqui agradecer aos gestores por todo o empenho, principalmente, pela forma responsável com que conduzem as escolas. Eu pude perceber isso quando visitei muitas escolas este ano, quando nós tivemos a campanha do Saego, a campanha do Saeb, a campanha do Enem… Tudo isso foi muito bom”, afirmou.

“Foi muito bacana e isso precisa de um bom maestro. Precisa de uma pessoa que tenha habilidade, liderança, e hoje é o dia desse líder. O dia do gestor de escola. O dia em que celebramos o diretor da nossa escola”, saudou Fátima Gavioli.

Compromisso
De acordo com a secretária, a Seduc deverá promover um encontro, no próximo ano, de todos os gestores das escolas estaduais. Segundo ela, uma apresentação de boas práticas, a ser feita pelos próprios diretores, está sendo programada.

“Vamos escolher diretores que estão se destacando em relação à gestão para fazerem uma fala com os demais. Acredito muito no exemplo, quando você compartilha uma situação de êxito com os demais colegas e eles também passam a ver nisso um caminho”. É uma oportunidade para a gente trocar as experiências, as boas práticas”, explicou.

A secretária também destacou o bom relacionamento dos gestores com os demais funcionários das escolas. “Estou muito feliz com o trabalho que está sendo feito em Goiás, e estou muito impressionada com o grau de envolvimento e compromisso dos professores da nossa rede. Mas eu sei que isso acontece quando o gestor da escola tem com o professor, com o funcionário, com o profissional de apoio, uma relação amigável, respeitosa, de liderança, e isso, me parece existir de fato na rede estadual”, celebrou a secretária.

Coisas boas
Enquanto recepcionavam as perguntas, a secretária falou sobre algumas ações importantes desenvolvidas na Seduc. Falou, por exemplo, na reformulação de toda a grade e que valoriza as disciplinas de Português e Matemática. Segundo a secretária, estão sendo feitas mudanças para que essas disciplinas sejam tratadas com a relevância que devem ter.

“Nós realmente queremos que essas crianças, que esses jovens, saiam, seja do 9º ano, seja da 3ª série do Ensino Médio, com grande capacidade, habilidade, competências e atitudes adquiridas nas aulas de Português e Matemática”, afirmou.

A secretária explicou que essas reformulações estão sendo elaboradas dentro da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e dentro do currículo de Goiás. De acordo com ela, o que se refere ao Ensino Fundamental já está aprovado e que, neste momento, está sendo construída a proposta para o novo Ensino Médio na rede estadual.

Outro assunto tratado, também voltado para o novo Ensino Médio, é a primeira parcela de recursos do Ministério da Educação, que já está chegando nas escolas cadastradas. A secretária lembrou a importância desse recurso, da verificação e acompanhamento de sua utilização, de forma que realmente esse dinheiro contribua para melhorar o Ensino Médio nas unidades escolares que fazem parte do programa. Fátima ressaltou que a escola, na hora de montar o plano de ação para utilizar o recurso, deve envolver os alunos, os professores, os servidores, para juntos definirem as prioridades.

A secretária também falou sobre o processo de licitação em andamento para a confecção de uniformes para os estudantes da rede estadual. Na confecção dos uniformes será utilizada a mão de obra de presos de Goiás. De acordo com ela, o desejo é de que os uniformes cheguem às escolas no início do próximo ano, mas são necessários todos os trâmites e prazos legais.

Equilíbrio
Fátima Gavioli também afirmou que muitas medidas têm sido tomadas no sentido de equilibrar as contas para equilibrar as finanças do Estado de Goiás e pediu confiança. “ Estamos fazendo o melhor, mas tudo tem um preço, isso é muito difícil de ser feito, mexe com pessoas, mexe com vidas, mas eu queria muito que vocês confiassem nesse trabalho. No fundo o que nós queremos é melhorar a vida das pessoas que dependem da escola pública do Estado de Goiás, melhorar a aprendizagem, melhorar as condições de trabalho. É um planejamento a longo prazo que o governador Ronaldo Caiado e nós temos a missão de executar”, disse a secretária ao encerrar a videoconferência.

Algumas das perguntas foram respondidas durante a videoconferência e aquelas que não foi possível a resposta durante o bate papo, por diferentes motivos, estão sendo respondidas aos interessados.

Suporte

As videoconferências têm virado um hábito na secretaria de educação do estado de Goiás, desde que a superintendência de tecnologia adquiriu equipamento de qualidade e garantiu suporte para que todas as outras superintendências. Esse é um exemplo de economia uma vez que as orientações são passadas mais rapidamente sem a necessidade de grandes deslocamentos por parte dos diretores de unidades escolas e de integrantes do corpo administrativos das coordenações regionais de educação.