Fale Conosco

62 32016727

Tags:

Seduc cria grupo de estudos para implantar educação profissional integrada ao Ensino Médio

educacao
10 de janeiro de 2020

Proposta busca dar aos jovens a oportunidade de concluir o Ensino Médio e sair da escola com uma profissão de nível técnico

Em breve, a rede pública estadual de ensino passará a oferecer aos alunos uma nova opção no Ensino Médio. Essa proposta pedagógica começou a ser discutida nesta sexta-feira (10/01), a pedido da secretária Fátima Gavioli. Na oportunidade foi formado um grupo de estudo para dar início à construção do projeto de educação profissional integrada ao Ensino Médio para ser implantado nas unidades educacionais de tempo integral.

A formação técnica e profissional corresponde ao quinto itinerário formativo do Novo Ensino Médio e, de acordo com as alterações propostas na Lei nº 13.415, que estabelece as Diretrizes e Bases da educação brasileira, o currículo do Ensino Médio passa a ser composto pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e pelos itinerários formativos específicos, que serão definidos pelos sistemas de ensino e podem ser optativos para os estudantes.

A professora Márcia Rocha Antunes, superintendente de Educação Integral da Seduc, explica que os primeiros passos do grupo de estudo será entender qual a vocação dos 246 municípios goianos, quais as necessidades do mercado de trabalho local e as características de cada lugar. “A partir daí já será possível pensar em um cardápio de cursos que ofereça aos jovens um ensino de qualidade aliado à uma boa formação profissional”.

Rede Itego

No contexto da proposta de educação profissional técnica de nível médio, as parcerias com a Rede Itego (Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás) e com a Rede Federal de Ensino Técnico e Tecnológico e de entidades ligadas à educação profissionalizante são fundamentais.

Para Andrey Pires de Alcântara, gerente de Educação Profissional da Seduc Goiás, a rede pública estadual de ensino tem muito a ganhar com o apoio da Rede Itego, em especial. Mantida pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Inovação, a Rede possui uma excelente estrutura física, reúne professores altamente capacitados e ainda oferece uma gama enorme de cursos técnicos profissionalizantes em todo o Estado.

“A Rede oferta uma grande diversidade de cursos que nos dão todas as condições para que nossos alunos terminem o Ensino Médio já com um diploma de formação técnica, que lhes garantirá uma boa colocação profissional”.

A secretária Fátima Gavioli destacou que a educação não pode continuar ignorando as novas tendências do mundo do trabalho e as demandas que surgem no setor produtivo. Em sua análise, o Brasil precisa dar oportunidade para os jovens possam escolher o itinerário formativo técnico e profissional durante o Ensino Médio.

A proposta de educação profissional integrada ao Ensino Médio faz parte do programa ‘Novos Caminhos’, do Ministério da Educação (MEC), criado para estimular o fortalecimento do ensino técnico de nível médio. A proposta do governo federal é atender 3,4 milhões de alunos até 2023.