Fale Conosco

62 32014050

Tags:, , , , , , , , ,

Secretária Fátima Gavioli destaca importância do Compromisso Nacional pela Educação Básica

educacao
12 de julho de 2019

Propostas foram apresentadas nesta quinta-feira (11/7), em Brasília, pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub

A secretária estadual da Educação de Goiás, Fátima Gavioli, participou nesta quinta-feira (11/7), em Brasília, do café da manhã de apresentação do Compromisso Nacional pela Educação Básica. O evento foi realizado na sede do Ministério da Educação (MEC) com a presença do ministro Abraham Weintraub e representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais (Undime) e do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed).

O compromisso pela Educação Básica contará com a parceria do Consed e da Undime e tem por objetivo principal impulsionar a Educação Infantil, o Ensino Fundamental, o Ensino Médio e a Educação para Jovens e Adultos (EJA). “Na verdade, a meta do Ministério é transformar o Brasil em uma referência em Educação para todos os países da América Latina até 2030”, explica Fátima Gavioli.

Rede integral

Após participar do encontro com o ministro Abraham Weintraub, a secretária comentou que, a partir de agora, o MEC vai focar na conclusão das obras paralisadas das escolas, principalmente das creches e dos CMEIs. “O foco do MEC está muito voltado para as redes municipais, para as prefeituras, no atendimento da Educação Infantil e para os anos iniciais do Ensino Fundamental”, explica ela.

Em relação às redes estaduais, Fátima Gavioli afirma que o governo federal pretende criar a rede integral de Ensino Médio e irão rever a proposta do programa Mais Educação, desenvolvido nas escolas de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (anos finais).

Outro ponto abordado durante o café da manhã e que integra o Compromisso Nacional da Educação Básica diz respeito à ampliação das escolas militares no país. Até 2023, o governo federal tem a intenção de implementar 208 unidades nesse modelo em todo o país. Essa medida deve abrir cerca de 108 mil novas vagas no Ensino Fundamental I e II e no Ensino Médio.

Escolas militares

De acordo com a secretária de Educação de Goiás, a proposta do MEC é implantar uma escola militar por Estado até o final deste ano, o que significa 27 novas escolas nesse modelo em funcionamento. O investimento nas escolas cívico-militares tem como foco melhorar a média do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), já que nas escolas militares esse índice é bem superior ao obtido pelas escolas civis. As militares alcançaram nota 6.99 e as civis, 4.94.

Conheça o plano estratégico do Ministério da Educação (MEC) pelo link abaixo

https://tinyurl.com/yxe7drza