Tags:

No Dia Mundial da Educação, Seduc transforma Praça Cívica em um grande e colorido palco de apresentações culturais e artísticas

educacao
28 de abril de 2019

Uma animada e colorida festa marcou a segunda edição do projeto “Viva a Praça Cívica”, uma iniciativa do Governo de Goiás, na administração do governador Ronaldo Caiado, que chegou neste domingo (28/04) à sua segunda edição e busca estimular a população a transformar a Praça Cívica em um grande espaço de lazer e diversão aos domingos.


Neste domingo, 28 de abril, a programação foi comandada pela Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), justamente na data em que se comemora o Dia Mundial da Educação. “Quando começamos a organizar este evento, eu não me havia dado conta desta feliz coincidência. Eu me sinto muito honrada de estar aqui, hoje, ao lado da primeira-dama Gracinha Caiado, pessoa responsável por comandar as ações sociais do governo estadual, pois desde que a conheci, ela deixou claro que não concebia a área social separada da educação e eu acredito que essa parceria será capaz de render importantes frutos”, comentou a secretária Fátima Gavioli na abertura do evento.


Riqueza cultural
Já a primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, ressaltou que se sente orgulhosa em trabalhar ao lado de “uma mulher guerreira e determinada” como Fátima Gavioli e agradeceu a Fátima por ter aceitado o convite do governador Ronaldo Caiado para ser a secretária estadual de Educação. Gracinha destacou ainda a diversidade das apresentações artísticas na Praça Cívica que, segundo ela, mostra a riqueza cultural que o Estado tem. “Tivemos aqui hoje corais com adultos e crianças, bandas dos colégios militares, roda de capoeira e ainda os representantes dos povos indígenas apresentando um pouco da sua cultura. Coisa mais linda de se ver”, disse ela.


Fátima Gavioli lembrou que essa diversidade é importante na educação, que não pode ficar fechada dentro das quatro paredes de uma sala de aula. A secretária salientou que na formação dos alunos é muito importante essa “mistura” de saberes, já que a criança aprende muito melhor quando está inserida em atividades esportivas, culturais e artísticas. “Esses projetos são um estímulo aos estudantes porque para participarem de bandas, fanfarras, dos corais ou das apresentações artísticas, eles precisam ter boas notas na escola”, afirmou ela.


Saber
Além da parte artística e cultural, a Seduc também levou à Praça Cívica um estande do programa Aprender+ que, a partir do segundo semestre, passará a se chamar Saber. Os cadernos do aluno e do professor, com nova metodologia, chegarão às escolas no terceiro bimestre. Até lá, os professores continuarão a trabalhar com o material didático do Aprender+, conforme explicou o gerente de Estratégias e Material Pedagógico da Superintendência de Gestão Pedagógica da Seduc, Wagner Dias. Os cadernos do programa Saber serão distribuídos aos alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio em 2019 e ampliados para toda a rede pública estadual a partir de 2020.


Grande ciranda
A população atendeu o convite do Governo de Goiás e da Secretaria Estadual de Educação e neste domingo, logo cedo, centenas de pessoas compareceram à Praça Cívica para se divertir com as apresentações das bandas marciais e fanfarras e dos diversos corais coordenados pelo Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte e do Instituto Gustav Ritter, além da exposição de produtos indígenas e das apresentações culturais dos índios.
Luiz Pedro de Almeida, engenheiro agrônomo, foi uma das pessoas que acompanhou de perto a programação ao lado do cachorrinho Willy. Ele mora no Setor Universitário e contou que sempre sai para passear com o animal de estimação aos finais de semana e que, ao saber do evento, trocou a Praça Universitária pela Praça Cívica.


Questionado se a troca foi válida, ele respondeu que havia sido muito melhor do que o esperado. “Toda vez que tiver outro evento desse aqui na praça, certeza de que venho com o Willy. É bom encontrar as pessoas, ver o sorriso delas se divertindo e também conhecer gente nova com um som tão agradável e esse clima tão divertido”.


Ao final da segunda edição do “Viva a Praça Cívica”, uma grande ciranda foi formada em torno do Monumento às Três Raças, um dos principais cartões postais de Goiânia. Todos de mãos dadas, ao som dos professores do Ciranda da Arte, festejaram e se divertiram dançando e cantando para finalizar em grande estilo o evento.