Fale Conosco

62 32016727

Tags:, , , , , , ,

Exposição sobre Altas Habilidades marca encerramento de eletivas no Lyceu de Goiânia

educacao
28 de novembro de 2019

Resultados de 12 eletivas desenvolvidas pela escola no 2º semestre foram expostos nesta quinta-feira (28/11)

Jogos, dinâmicas, desafios, exposições e apresentações culturais marcaram o encerramento das eletivas do 2º semestre de 2019 no Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Lyceu de Goiânia, nesta quinta-feira (28/11). No decorrer do dia, alunos, professores, coordenadores, gestores e demais funcionários apresentaram o resultado das atividades realizadas em 12 eletivas trabalhadas como um dos componentes do Núcleo Diversificado, base que integra o currículo das escolas em tempo integral.

A mostra incluiu atividades de educação financeira, uma exposição do Núcleo de Altas Habilidades/Superdotação (NAAHS), competição de xadrez, reflexões sobre Filosofia e Estética, trabalhos sobre biodiversidade e recursos naturais do Cerrado, além de redação com jogos, produção textual e temas como ‘Química e o Ser Humano’, ‘Afrodescendência na América Latina’, ‘Cultura Pop’, entre outros.

Durante o evento, as especialistas em Altas Habilidades Zilma Rodrigues Neto e Andréa Leandro Gomes, do NAAHS, realizaram desafios com os estudantes, a fim de despertar neles o interesse para identificar eventuais traços de Altas Habilidades.

Pesquisa-ação

No decorrer do semestre, o NAAHS pesquisou alunos com características de Altas Habilidades/Superdotação (AH/S) num universo de 292 estudantes do Ensino Médio do Lyceu.  A investigação foi realizada por duas mediadoras, entre agosto e novembro, no transcorrer de 11 disciplinas eletivas. Com base na pesquisa-ação, durante meia hora, uma vez por semana, elas mantiveram contato com alunos e professores. Segundo Zilma Neto, os resultados preliminares indicaram que 10,27% dos estudantes manifestam características de AH/S.

A mediadora afirmou que a avaliação foi importante para que os alunos sejam encaminhados a trabalhos específicos de enriquecimento dessas habilidades, levando em consideração o interesse de cada um – se para as artes, ciências naturais, exatas ou outras áreas.  

O próximo passo é realizar o estudo com os professores, tanto para identificar neles próprios características de AH/S como para prepará-los para reconhecer tais particularidades nos estudantes. “É importante que os professores passem pela formação porque senão os meninos vão continuar na invisibilidade”, destacou Zilma.

A coordenadora do Núcleo Diversificado da escola, Ana Paula Neves de Almeida, salientou que a pesquisa vai auxiliar na própria modulação dos professores e fortalecer o processo educacional, a partir do momento que permitirá identificar as principais aptidões de cada um.

Educação Financeira

Neste semestre, uma das eletivas trabalhadas pelo Cepi Lyceu de Goiânia foi a de Educação Financeira, realizada em parceria com Instituto Federal de Goiás (IFG) – Campus Goiânia. Com base nos conceitos de sustentabilidade socioambiental e na perspectiva de eliminar o consumismo desenfreado, foram enfatizados temas como economia doméstica familiar, Matemática Básica e Matemática Financeira aplicada ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As atividades foram desenvolvidas pela professora de Matemática da escola, Anéia Moraes Santos, juntamente com a docente do curso de Licenciatura em Matemática do IFG, Ana Cristina Gomes de Jesus, e seus estagiários Bárbara Carolina Braga e Weber Fideles Silva.

As professoras explicaram que, por meio de indicações de filmes, livros, aplicativos de controle financeiro e formas vantajosas de investimentos, os alunos aprenderam, entre outras coisas, meios de economizar, reutilizar, reduzir e gerar renda.

Durante as oficinas, os estudantes criaram soluções simples, como cofrinhos decorados e recipientes para guardar objetos pessoais ou doces, a partir de embalagens plásticas e de latas de leite.

Também foram confeccionados modelos de planilha de gastos e repassadas outras informações que serão importantes ao longo da vida. “A eletiva foi útil para o Enem e para a minha vida pessoal. Comecei a planejar os gastos, a diferenciar o que é realmente preciso e o desnecessário”, afirmou o estudante Aladin Batista da Hora, do 3º ano do Ensino Médio. Ele disse ter apreendido também o lema de que “dinheiro a gente não guarda, investe”, máxima que pretende considerar na hora de decidir sobre a abertura de uma conta poupança ou investir no Tesouro Direto.

‘Xadrez para fenômenos’

Um dos pontos altos do encerramento das eletivas foi o campeonato de xadrez disputado por 25 estudantes que participaram da optativa ‘Xadrez para fenômenos’. A competição foi acompanhada pelo professor de Matemática do 1º ano do Ensino Médio, Márcio Guedes, que destacou os ganhos da atividade para os alunos durante o semestre. Segundo ele, “os estudantes que participam têm um crescimento fora do comum nos cálculos, interpretação de texto e estratégias”.

Um dos participantes, Dimitri Sousa Costa, do 1º ano, disse ter gostado tanto das atividades que hoje dá aula para os colegas, no Clube Juvenil de Xadrez, cujas atividades são desenvolvidas no horário destinado ao componente curricular do Protagonismo Juvenil.