Fale Conosco

62 32016727

Tags:, , ,

Educação estadual cria estratégias para atender alunos sem internet

educacao
25 de março de 2020

Delivery’ de atividades e o agendamento com os pais estão entre as estratégias adotadas por gestores, coordenadores e docentes

Com o início do regime de aulas não presenciais as unidades escolares da Rede Estadual tiveram que estabelecer estratégias para atender às realidades de todos os estudantes, incluindo aqueles que não têm acesso à internet. O ‘Delivery’ de atividades, o agendamento telefônico com os pais e a impressão das listas estão entre as ações que a Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde encontrou para alcançar os alunos das 24 escolas da regional.

No Colégio Estadual Olynto Pereira Castro, por exemplo, a gestora Miri Buzain e o corpo docente estão realizando a impressão das listas de exercícios para os estudantes que não têm acesso à internet. Essas listas, de acordo com a coordenadora regional de Rio Verde, Karen Proto, são entregues na casa dos alunos, com os cuidados de higienização recomendados e mantendo a distância necessária.

O mesmo cuidado tem sido adotado com os estudantes da zona rural. No Colégio Estadual Oscar Ribeiro da Cunha, também em Rio Verde, os coordenadores pedagógicos entraram em contato com os pais e estabeleceram um ponto de entrega e distribuição das atividades. Semanalmente, um dos coordenadores vai até o local combinado e entrega as listas, que são retiradas por pais e alunos da região.

No município de Santo Antônio da Barra, segundo a coordenadora regional, a estratégia foi outra. Antes das aulas não presenciais terem início, os gestores do Colégio Estadual Hermínio Rodrigues Leão agendaram com cerca de 120 pais o melhor horário para a retirada das atividades na escola. Também foi solicitado aos pais da zona rural que possuem acesso à internet que compartilhassem com os demais as atividades e as tarefas propostas pela escola.

Para Karen Proto, com a qualidade das atividades que os gestores e professores estão enviando para os alunos não haverá perda em relação ao aprendizado. “Os gestores e professores, nesse momento, estão com muita interação, usando todos os meios de comunicação e plataformas possíveis. O trabalho que está sendo realizado é de excelência, com todos se dedicando de forma excepcional”, afirma a coordenadora.

A previsão é que as aulas não presenciais sejam ministradas até o dia 1º de abril, podendo ser prorrogadas por tempo indeterminado.

Comunicação Setorial da Secretaria de Estado da Educação – Governo de Goiás