Tags:

Durante balanço dos seis primeiros meses de gestão da Seduc, governador anuncia três boas notícias para os servidores da Pasta

educacao
30 de julho de 2019

Evento foi realizado nesta segunda-feira (29/7) no auditório da nova sede da Secretaria e contou com as presenças da primeira-dama Gracinha Caiado, deputados estaduais e diversas outras autoridades

O governador Ronaldo Caiado anunciou nesta segunda-feira (29/7) três boas notícias para os servidores da educação estadual. São elas o pagamento do Auxílio-Alimentação referente a fevereiro de 2019 nos salários de agosto, pagamento da última parcela dos salários de dezembro de 2018 e a criação de um conselho para definir o mais rápido possível o início do pagamento do Piso Salarial a todos os professores da rede pública estadual.


As notícias foram dadas pelo governador durante a apresentação do balanço dos primeiros seis meses de gestão da professora Fátima Gavioli, titular da Secretaria Estadual da Educação (Seduc). O evento foi realizado no auditório da nova sede da Seduc, no Setor Leste Vila Nova.


Além do governador também estavam presentes a primeira-dama Gracinha Caiado, secretários estaduais de Segurança Pública e de Cultura, Rodney Miranda e Edival Lourenço (respectivamente), deputados estaduais, coordenadores regionais de educação, gerentes, superintendentes, gestores educacionais e professores da rede.


Sobre o pagamento da última parcela em atraso de dezembro, a secretária Fátima Gavioli afirmou que a Secretaria Estadual da Economia já fez o empenho dos recursos nesta segunda-feira. “Fico muito feliz com esta notícia porque após a quitação desse compromisso, herdado da gestão passada, o Governo de Goiás terá agora condições de focar em outras demandas”, frisou ela.


Em relação ao Piso Nacional dos professores, Fátima Gavioli ressaltou que a maioria dos Estados ainda não tem recursos para pagar o Piso, mas em Goiás já foi formado um conselho composto pelas Secretarias da Casa Civil, Economia, Administração e Educação, além da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Controladoria Geral do Estado (CGE). “Estamos fazendo todas as contas necessárias e pelos nossos cálculos, terminando de pagar dezembro em atraso, será possível pagar o reajuste de 4,17 do Piso”.


Pagamento do Piso
De acordo com o governador, essa comissão específica já está analisando a melhor maneira de pagar o Piso, dentro das condições de arrecadação do Estado e das projeções que precisam ser feitas. “Zerando as dívidas da gestão passada já será possível pensarmos no pagamento do Piso aos professores”, garantiu Ronaldo Caiado.


Durante a apresentação do balanço de gestão, a secretária também anunciou a formalização de diversas ações e parcerias em prol da educação pública estadual. Entre os novos programas que serão desenvolvidos estão o GoiasTec (Ensino Médio por mediação tecnológica), Mais Merenda (garantia de uma refeição extra para alunos das escolas dos dez municípios mais vulneráveis do Estado), Protocolo de Segurança Escolar (passo a passo sobre como lidar com situações de risco dentro da escola), entre outros.
Também foram assinados termos de cooperação com o Instituto BEI (Matemática Financeira), Instituto Unibanco (Programa Jovem de Futuro), Defensoria Pública do Estado de Goiás (noções de cidadania, direitos e deveres) e Itego (abertura de 10 mil vagas para cursos técnicos profissionalizantes para alunos da rede pública).


Apoio nas ações
A secretária também fez questão de destacar o apoio que tem recebido do governador Ronaldo Caiado e da primeira-dama Gracinha Caiado. “Esse casal transformou a educação em prioridade e reconhecem que existe um desejo, uma vontade muito forte, dentro da Seduc de fazer a diferença, de garantir uma escola de qualidade, onde o aluno seja capaz de aprender aquilo que lhe é de direito”.


Após lembrar o cenário desafiador encontrado na Seduc no início deste ano, a secretária de Educação comentou que, apesar das dificuldades financeiras, já foi possível avançar. Uma das ações neste sentido foi o compromisso do governador Ronaldo Caiado de acabar com o quarto turno, também conhecido como ‘turno da fome’, nas escolas do entorno do Distrito Federal.


Segundo Fátima Gavioli, esse problema antigo será resolvido com a construção de novas escolas e ampliação do número de vagas já a partir do primeiro semestre de 2020. “Eliminar o turno da fome é uma questão de honra para mim, pois isso vai garantir maior dignidade aos nossos alunos”, frisou o governador.
A secretária comentou também sobre as diversas ações que culminaram com a redução de despesas na educação estadual, como o reordenamento da rede, fim de contratos com prestadores de serviços, mudança da sede alugada para um prédio próprio e desocupação de imóveis alugados pelas Coordenações Regionais e por várias escolas estaduais.

Confira alguns dos programas e parcerias que serão desenvolvidos


Protocolo de Segurança Escolar (PROSEG) –

O Protocolo pretende auxiliar a comunidade escolar, proporcionando maior segurança e agilidade na tomada de decisões e na elaboração de um plano de emergência diante de uma crise ou na sua eminência. O PROSEG é uma orientação que visa minimizar as consequências de uma crise, que se vale na padronização das ações por parte de toda comunidade escolar e se apresenta como uma opção para nortear o planejamento e o desenvolvimento de ações no cotidiano das escolas. O documento vai oferecer à comunidade escolar ferramentas que instrumentalizam um ambiente de paz e segurança, tanto no aspecto preventivo quanto reativo às ameaças presentes na vida em sociedade.

O Protocolo pretende auxiliar a comunidade escolar, proporcionando maior segurança e agilidade na tomada de decisões e na elaboração de um plano de emergência diante de uma crise ou na sua eminência. O PROSEG é uma orientação que visa minimizar as consequências de uma crise, que se vale na padronização das ações por parte de toda comunidade escolar e se apresenta como uma opção para nortear o planejamento e o desenvolvimento de ações no cotidiano das escolas. O documento vai oferecer à comunidade escolar ferramentas que instrumentalizam um ambiente de paz e segurança, tanto no aspecto preventivo quanto reativo às ameaças presentes na vida em sociedade.

Programa Mais Merenda
O programa começará a funcionar a partir do início de agosto de 2019 e seu objetivo é oferecer um lanche extra para 4.918 alunos de 20 escolas da rede estadual nos 10 municípios mais vulneráveis do Estado (Nordeste Goiano), conforme demonstrou o IMCF (Índice Multidimensional de Carência das Famílias). O Investimento total é de R$166.425,12.

Projeto GoiásTec
Ensino Médio com Mediação Tecnológica via satélite – A implantação do projeto garantirá o acesso e vai assegurar a qualidade no atendimento dos alunos concluintes do Ensino Fundamental das comunidades de difícil acesso, cuja oferta atual enfrenta problemas qualitativos e falta de vagas para atender a demanda. Propõe também atender excepcionalmente a área urbana, onde o déficit de professores habilitados atinge vários componentes curriculares do Ensino Médio. O projeto vai ser realizado em 64 municípios de 29 Coordenações Regionais de Educação (CREs). Serão beneficiados mais de 2.500 alunos de 68 escolas estaduais. Ao todo serão formadas 138 turmas em três períodos.

EJATEC
Educação de Jovens e Adultos na modalidade de Educação a Distância – Visa oferecer o curso dinâmico e flexível, utilizando-se dos recursos tecnológicos e aderente ao perfil e as necessidades dos estudantes que não tem condições de se dedicar ao ensino presencial padrão. O objetivo do programa é otimizar e ampliar a oferta de educação de jovens e adultos, utilizando uma estrutura mais racionalizada, a partir da tecnologia, que permita que o aluno – mesmo estando em localidades onde não tenha unidade escolar – possa estudar por meio de polos descentralizados. O projeto piloto será realizado em 8 Centros de Educação de Jovens e Adultos de 7 municípios: Anápolis, Aragarças, Caldas Novas, Catalão, Iporá, Luziânia e Goiânia Previsão de atendimento: 2.400 Estudantes

Parcerias

  • Instituto Sonho Grande – O Instituto está apoiando a Seduc no diagnóstico, monitoramento e avaliação do programa de Ensino Médio em tempo integral, fazendo proposição de melhorias e gerando dados para auxiliar na tomada de decisões.
  • Instituto ICE (Instituto de Corresponsabilidade pela Educação)
    A entidade apoia a Secretaria de Educação na estruturação do modelo pedagógico e de gestão dos 66 Centros de Ensino em Período Integral do Ensino Médio, impactando diretamente na vida de 14.920 estudantes. Para esse ano, o Instituto estenderá a parceria para 86 escolas do Ensino Fundamental que ofertam a educação integral em Goiás, atendendo 21.613 estudantes.
  • Instituto BEI
    Projeto Aprendendo a Lidar com Dinheiro (Matemática Financeira) – Em parceria com instituto BEI, a Seduc Goiás vai inicialmente envolver 60 escolas estaduais de 11 Coordenações Regionais de Educação (CREs). O projeto pretende desenvolver nos estudantes do Ensino Fundamental noções sobre planejamento financeiro e decisões financeiras. Deve possibilitar ao professor, nas aulas de Matemática, trabalhar conceitos como dinheiro, trabalho, questões sociais, protagonismo e empreendedorismo. O projeto pretende também contribuir para diminuir a resistência à Matemática, explicitando sua aplicação no dia a dia dos estudantes.
  • Defensoria Pública de Goiás
    Defensoria nas Escolas – A assinatura do termo de cooperação visa implantação de um projeto que tem como objetivo levar para as escolas de Ensino Médio da rede estadual noções de cidadania, direitos e deveres. O projeto também vai envolver professores e servidores das escolas e será implantado em escolas da Capital e de cidades da região do Entorno do Distrito Federal. As escolas serão selecionadas pela Seduc e o projeto será coordenado pela DPEGO, que será a responsável por palestras, treinamentos e materiais utilizados no projeto.
  • ITEGO/SEDI
    Ensino técnico profissionalizante – A parceria com o Itego/Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação prevê a abertura anual de 10 mil vagas em cursos técnicos da rede Itego para alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. As inscrições para os cursos já podem ser feitas no site da Seduc. Serão contemplados diversos municípios.