Fale Conosco

62 32016727

Tags:, , , ,

Conscientização marca lançamento da Política de Gestão Ambiental da Seduc

educacao
18 de fevereiro de 2020

O objetivo da iniciativa é implementar procedimentos de gestão ambientalmente saudáveis nas atividades administrativas, pedagógicas e operacionais da pasta

Foi lançada nesta terça-feira, 18/02, a proposta de implantação da Política de Gestão Ambiental da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc). A iniciativa é resultado de uma parceria com o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) que visa reduzir os impactos ambientais nas ações, projetos e programas institucionais.

Participaram da cerimônia de lançamento a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli; o promotor de Justiça da 15ª Promotoria de Goiânia, Juliano de Barros Araújo; o subsecretário de Governança Institucional da Seduc, Darley Braz Queiroz; além de membros da Comissão de Gestão Ambiental da Seduc, superintendentes e servidores.

Para Fátima Gavioli, a nova política de Gestão Ambiental representa mais uma oportunidade de viver o presente de forma comprometida e respeitosa, gerando exemplo para os estudantes. “Nascendo na Secretaria da Educação, essa capacidade de melhorar o espaço e o ambiente em que vivemos vai chegar até a escola”, afirma a secretária.

Ainda em relação à iniciativa, a secretária afirmou que o objetivo é que esta se torne um caso de sucesso dentre os órgãos públicos nos próximos cinco anos. “É uma oportunidade para discutir o quanto somos capazes de prestar esse serviço com comprometimento”, disse Fátima Gavioli.

Parceria

A criação da Política de Gestão Ambiental da Seduc é resultado da parceria com o MP-GO, instituição que desenvolve diversas ações voltadas ao meio ambiente. Durante o lançamento, o promotor de Justiça Juliano de Barros ressaltou a importância da Educação ambiental como elemento gerador da cidadania. Para o promotor, se os órgãos públicos não estão comprometidos com o meio ambiente, torna-se impossível cobrar que o cidadão faça a sua parte.

Em sua fala, Juliano de Barros relatou algumas das ações realizadas durante a implantação da Gestão Ambiental no MP-GO. Atitudes simples como a redução no uso de copos descartáveis e de toners para a impressão, segundo ele, estão entre as ações adotadas e que fizeram a diferença nos resultados. Por isso, para o promotor, o primeiro passo é promover a capacitação e o engajamento dos servidores nas questões ambientais.

Ações

A proposta de implantação da nova política ambiental da Seduc foi apresentada pelo presidente da Comissão de Gestão Ambiental, Leonardo Teófilo. De acordo com ele, a iniciativa é uma oportunidade para mesclar o administrativo e o pedagógico, já que nas escolas a Educação ambiental já é parte dos currículos.

No âmbito interno da Secretaria, a ações de Gestão Ambiental serão norteadas pelos seguintes objetivos:

– Uso racional dos recursos (água, energia, papel);

– Gestão adequada dos resíduos gerados;

– Licitações sustentáveis;

– Sensibilização e capacitação de servidores;

– Qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Apesar da definição desses objetivos, o subsecretário de Governança Institucional da Seduc, Darley Braz Queiroz, ressalta que a Comissão de Gestão Ambiental não é capaz de agir sozinha. “Tudo será bem-vindo para que a gente possa trabalhar essa questão (ambiental). Conversem com seus pares, tragam sugestões para que tenhamos sucesso nessa ação”, pediu o subsecretário.

Abaixo você confere quem são os membros da Comissão de Gestão Ambiental da Seduc:

– Leonardo Teófilo (presidente);

– Gustavo Campos Barreto da Silva;

– Mara Letícia Soares Silva;

– Jaqueline Rocha Corneti do Vale;

– Juliani Ferreira de Sousa;

– Raimunda Almeida dos Santos Velazquez;

– Maria José Rodrigues;

– Lauro Joaquim Tiago Neto;

– Lays Mendes Silva;

– Carla Pinheiro Bessa Von Bentzen Rodrigues;

– Landracy de Jesus Brito. 

(Comunicação Setorial da Secretaria de Estado da Educação)