Tags:, , , ,

Base Nacional Comum curricular será apresentada em Dia D

educacao
11 de junho de 2019

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Superintendência de Ensino Médio, promoverá, no dia 19 de junho o Dia D da Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio (BNCC/EM), em todas as escolas da rede que pertencem a essa etapa.  A data será dedicada à discussão deste documento homologado pelo Ministério de Educação (MEC), em dezembro de 2018.

Esta será apenas o momento inicial, no qual o Dia D contou com o estudo de 20 especialistas da área, entre mestres e doutores da rede municipal, estadual, federal e privada para a construção dessa apresentação. “A data terá um caráter formativo sobre o documento e ao mesmo tempo de engajamento dos profissionais da educação para a implementação que se inicia”, explica a é o que explica a gerente de Ensino Médio da Seduc, Itatiara Teles de Oliveira.

Itatiara conta que foram preparados vídeos especialmente para o dia, que serão transmitidos e trazem os detalhes desde à concepção do documento, como sua estruturação, à sua fundamentação pedagógica e seus efeitos no dia a dia em sala de aula.

“O encontro oportunizará a todos os professores, de todas as áreas do conhecimento a aprofundarem os estudos sobre a BNCC de Ensino Médio e conhecerem os conceitos basilares que a sustentam, bem como as competências e habilidades de cada área do conhecimento”, aponta. A ocasião norteará o caminho educacional e o convite é para que todos se envolvam, divulguem essa data e participem em suas escolas.

Mudanças

A BNCC traz uma espécie de currículo padrão, mas que ao mesmo tempo determina uma educação única, mas também flexível, deixando abertura para que seja adequada de acordo com a realidade de cada região brasileira. “Se trata de um eixo norteador”, explica a gerente do Ensino Médio.

Segundo ela, o documento oficial veio no momento necessário, e preveem grande sucesso em sua implementação. Mas como toda mudança, precisa de inúmeros ajustes, por isso esta é a terceira versão do documento.

Entre as modificações está a carga horária do ano letivo durante o Ensino Médio que será ampliada, passando de 2.400 horas para 3 mil horas/aulas somados no total dos três anos. Além disso, outro destaque que será implementado nesse processo será a capacitação dos docentes. “Serão ofertados cursos e subsídios necessários para que os professores estejam aptos e trabalhem por área de conhecimento conseguindo passar da melhor forma possível as determinações da BNCC”, afirma.

Segundo ela, tudo está sendo pensado com muito cuidado e atenção, sendo que a ação é a “menina dos olhos” da Secretária da Educação do Estado, professora Fátima Gavioli. “A BNCC foi feita por especialistas e também professores que atuam e conhecem a realidade da sala de aula, e puderam contribuir dando suas opiniões. Ele foi construído de forma democrática”, conclui.

Entrevista

A gerente do Ensino Médio da Seduc esteve presenteno programa Tarde CBN, concedendo entrevista para a rádio sobre o Dia D, e contando um pouco sobre a aplicação da BNCC na prática. Itatiara também respondeu as perguntas dos ouvintes em relação ao tema e garantiu que o projeto tem tudo para ser um grande sucesso.

Entre os questionamentos levantados, um dos participantes questionaram a aplicação do documento em relação ao EJA. Itatiara afirmou que a Base Comum Curricular diz respeito à mudanças não somente no ensino médio, mas em todas modalidades, sendo assim, os estudantes do ensino fundamental e EJA também estão inclusos.