Fale Conosco

62 32016727

Tags:, ,

Regime de colaboração plena marca ações da Seduc e Undime em Goiás

cidadania
28 de janeiro de 2020

Para conversarem sobre o Programa de Apoio à Implementação da BNCC (ProBNCC) em Goiás, a secretária de Estado da Educação de Goiás, Fátima Gavioli, e o presidente da Undime em Goiás e vice-presidente da Undime nacional, Marcelo Ferreira da Costa, que é secretário municipal de Educação e Esporte de Goiânia, se reuniram na segunda-feira, 27/01, na sede da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc).

Fátima Gavioli, que representa o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) no estado e Marcelo Ferreira destacaram o amplo trabalho conjunto desenvolvido pelos sistemas estadual e municipais de Educação em Goiás.

A reunião contou com a participação dos superintendentes da Seduc e de técnicos da Secretaria Municipal de Educação e Esporte de Goiânia (SME) e da Undime Goiás.

Associação

Entre os assuntos tratados, foi apresentado o balanço das ações do ProBNCC em Goiás que aponta o trabalho em regime de colaboração realizado em Goiás e que tem sido exemplo para o país. De acordo com Marcelo Ferreira, “Hoje, o regime de colaboração de Goiás é exemplo para o Brasil e nós teremos, ainda, grandes ações para esse ano que serão espelhares para outros estados e municípios pelo Brasil afora”, afirmou.

Na reunião, foram feitos encaminhamentos e definidos os próximos passos a serem dados no âmbito da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em Goiás em conjunto pelo Consed e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). De acordo com os secretários, houve uma decisão desses organismos pelo regime de colaboração plena no estado de Goiás. E conforme eles, nesse regime, as ações da BNCC, entre outras, estão interligadas, e, a partir disso, as políticas públicas estaduais são feitas em colaboração.

Proficiência

Além do balanço do Pro BNCC, foram tratados elementos acerca da avaliação da aprendizagem de todas os alunos, das escolas públicas estaduais e municipais, do acompanhamento pedagógico desses alunos e sobre mecanismos de financiamento para essas ações.

“Estamos falando de alunos desde o ensino Infantil até o Ensino Médio. A BNCC, a Base, ela trata desde o iniciozinho quando a criança chega à escola, lá na creche, até a sua saída para a universidade”, explicou o representante da Undime. Conforme ele, isso é importante porque essas ações integradas estado e municípios, trazem o aumento da proficiência dos alunos, não só no mérito, mas na capacidade de aprendizagem deles durante todo o processo da escolarização.

“O que nós não queremos é que tenhamos lugares no Estado com notas altíssimas de Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e outros lugares no estado com notas muito baixas.  O que nós queremos, tanto a secretária Fátima quanto nós da Undime, é que todos os alunos tenham assegurado o mesmo direito à aprendizagem e tenham acesso às mesmas ferramentas para que possam desenvolver o seu potencial e exercer a sua cidadania”, afirmou Marcelo Ferreira. 

“O que nós estamos cuidando com muito zelo, agora, é que essa criança tenha, durante todo o processo, um cuidado, um acompanhamento para que ela possa aprender de verdade e que o Estado e os municípios possam acompanhar esse desenvolvimento, garantindo profissionais adequados, material adequado, garantindo políticas públicas que possam facilitar para que as escolas ensinem e as crianças aprendam”, disse o representante da Undime em Goiás.